As operações aéreas nos aeroportos da rede Infraero estão acontecendo normalmente, sem interrupção na prestação de serviço aeroportuário.
Orientamos aos passageiros que somente se dirijam aos aeroportos as pessoas que forem viajar.

Histórico

Atuando principalmente na aviação geral e executiva, o Aeroporto Brigadeiro Protásio de Oliveira recebe aeronaves de pequeno porte, que  abrangem destinos diversos como o arquipélago da Ilha do Marajó, demais regiões do Pará e municípios de estados vizinhos, transportando turistas, autoridades, valores e enfermos. O aeroporto se destaca também, pelo atendimento a uma grande demanda de serviços relacionados à manutenção geral de aeronaves, transporte de valores, enfermos e funciona como importante apoio ao Aeroporto Internacional de Belém – Val-De-Cans, por sua proximidade de cerca de 3 quilômetros.

.

1930

  • 1936

    O aeroporto nasceu em 1936, no Campo de Souza, onde estava o núcleo do 7º. Regimento de Aviação, em terras adquiridas na época pelo Ministério da Guerra.

    s.

  • 1937

    Em 1937, foi fundado também no Campo de Souza, o Aeroclube do Pará, destinado à formação de pilotos civis.

    .

1970

  • 1976

    Após anos de uso militar, em 1976 o aeródromo foi aberto ao tráfego aéreo e uso público, sob a jurisdição do Departamento de Aviação Civil – DAC, com o nome de Aeroporto Júlio Cezar, em homenagem a um grande inventor, professor e pesquisador paraense, precursor da aviação no Brasil que, em 1881, construiu um balão e o levou para voar pelos céus de Paris.

1980

  • 1980

    Em outubro de 1980 o Aeroporto Júlio Cezar passou à jurisdição da Infraero.

2010

  • 2010

    Em homenagem ao tenente-brigadeiro do ar Protásio Lopes de Oliveira, militar, aviador da Força Aérea Brasileira e presidente da Infraero nos anos 1980, em 13 de abril de 2010, o aeroporto passou a denominar-se Aeroporto de Belém – Brigadeiro Protásio de Oliveira.

     

    Em contrapartida à cessão da área destinada à construção do complexo viário, o governo do estado do Pará, por meio de acordo firmado com a Infraero, em 2010, implantou melhorias no aeroporto. Foi erguido o novo prédio administrativo, o abrigo de viaturas, o parque de abastecimento de aeronaves (PAA), novas pistas de táxis foram implantadas e o indicador de trajetória de aproximação de precisão (PAPI) e a estação meteorológica de superfície (EMS), realocados.


FALE CONOSCO