Histórico

Por sua localização estratégica, o aeroporto é um dos principais apoios à aviação executiva e tem sua ação voltada especialmente para a formação de pilotos, aviação desportiva e de pequeno porte, instrução e construção de aeronaves e é sede de diversas empresas de manutenção e escolas de aviação. É no Aeroporto de Belo Horizonte – Carlos Prates que são formados os pilotos de helicóptero da Polícia Militar de Minas Gerais – e de vários outros estados –, da Polícia Federal e do Bombeiro Militar do estado, além de empresas civis.

1930

  • 1936

    Em novembro de 1936 foi fundado o Aeroclube do Estado de Minas Gerais, com a finalidade principal de formar quadros para a Aviação Civil e Militar, no Aeroporto da Pampulha.

1940

  • 1944

    O Aeroporto de Belo Horizonte – Carlos Prates iniciou suas atividades em janeiro de 1944, com o objetivo de atender as primeiras gestões do Aeroclube do Estado de Minas Gerais. O nome foi uma homenagem a um engenheiro da prefeitura que assinou a planta do loteamento do bairro mineiro homônimo, onde se localiza o aeroporto.

1970

  • 1974

    A partir do dia 7 de janeiro de 1974, o aeroporto Carlos Prates passou a ser administrado pela Infraero, quando teve as pistas de taxi de aeronaves ampliadas e pavimentadas e o terminal de passageiros reformado.

1990

  • 1995

    Em agosto de 1995 foi assinado convênio entre a Infraero e a Prefeitura de Belo Horizonte, para a cessão de uma área de 100 mil m², onde foi construído um parque ecológico.

2000

  • 2000

    Inaugurado em setembro de 2000 o Parque Ecológico Maria do Socorro Moreira.