As operações aéreas nos aeroportos da rede Infraero estão acontecendo normalmente, sem interrupção na prestação de serviço aeroportuário.
Orientamos aos passageiros que somente se dirijam aos aeroportos as pessoas que forem viajar.

Histórico

Capital do estado do Acre, último território a ser anexado ao país, através do Tratado de Petrópolis assinado com a Bolívia, em 1903, Rio Branco tem sua economia baseada no extrativismo e na agricultura.

Uma das maiores obras do Acre, um marco para o desenvolvimento do Estado, o Aeroporto Internacional de Rio Branco – Plácido de Castro é um importante elo na integração regional e nacional.

Devido às grandes distâncias e dificuldades enfrentadas nos deslocamentos por acesso rodoviário para outros pontos do estado e do país e à necessidade de rapidez e segurança dos meios de transporte para os setores comercial e empresarial, o aeroporto tem grande relevância para o crescimento do estado e da sociedade acriana.

Com a futura inauguração da Zona de Processamento de Exportação – ZPE no estado do Acre, os setores de logística de carga e de serviços ganharão grande incremento e o aeroporto será estratégico nas ligações com os países andinos e com o continente asiático.

1940

  • 1940

    O primeiro aeroporto da cidade Rio Branco, denominado Aeroporto Salgado Filho, funcionou a partir da década de 1940 e atendia à aviação geral que, à época, utilizava aeronaves como o Douglas DC-3, com capacidade para aproximadamente 40 passageiros.

1970

  • 1973

    Posteriormente, foi inaugurado o Aeroporto Internacional Presidente Médici, que funcionou a partir de 1973, atendendo à aviação geral e à aviação regular, ligando a região Norte a todos os grandes centros do país, utilizando geralmente aeronaves do tipo Boeing 737.

1990

  • 1990

    A área em que foi construído o Aeroporto Internacional Presidente Médici pertencia a um particular que a conseguiu de volta no final dos anos 1990.

  • 1999

    As obras foram iniciadas rapidamente e o Aeroporto Internacional de Rio Branco – Plácido de Castro foi inaugurado em 22 de novembro de 1999, para atender ao fluxo de passageiros e cargas na região mais ocidental do Brasil. O nome é uma homenagem ao político gaúcho que viveu no Acre e, aos 27 anos, liderou a Revolução Acriana, vencendo o exército boliviano.

     

    Curiosidade – Durante a operação de migração para o atual complexo aeroportuário, o antigo Aeroporto Internacional Presidente Médici operou até as 23h59 (hora local) do dia 17 de novembro de 1999, com a decolagem de uma aeronave de linha área regular, cujo destino era a cidade de Cruzeiro do Sul, no Acre. A aeronave, no voo de retorno, pousou já no novo aeroporto, cuja operação iniciou-se à 0h (hora local) do dia 18 de novembro de 1999.

2010

  • 2010

    A partir do início da década de 2010, o aeroporto passou por importantes reformas no pátio e nas pistas.

    Atualmente, estão em execução três obras distintas no aeroporto, uma para reforma, ampliação e modernização do terminal de passageiros, e uma para recuperação de pavimentos de todas as áreas de movimento, tais como pista, taxiways e pátio e, outra para recuperação da infraestrutura do sistema viário e do Pátio de Aviação Geral do Aeroporto.


FALE CONOSCO