As operações aéreas nos aeroportos da rede Infraero estão acontecendo normalmente, sem interrupção na prestação de serviço aeroportuário.
Orientamos aos passageiros que somente se dirijam aos aeroportos as pessoas que forem viajar.

Histórico

Única capital do Nordeste que não está situada no litoral, Teresina desenvolveu-se econômica e culturalmente às margens dos rios Parnaíba e Poty. Por suas avenidas, parques e praças bastante arborizados, recebeu o apelido de “Cidade Verde”, do poeta maranhense Coelho Neto. Com grande importância estratégica por fazer a ligação entre as principais cidades da região e o norte do país, o aeroporto atende todo o estado do Piauí, boa parte do Maranhão e também o oeste do Ceará. Chamado pela população local de Santos Dumont, embora seu nome oficial seja Aeroporto de Teresina – Senador Petrônio Portella, dispõe de um painel feito em mosaico cerâmico de autoria do artista plástico Genes Celeste, em sua fachada lateral.

 

1960

  • 1967

    Inaugurado em 30 de setembro de 1967, administrado pelo Departamento de Aviação Civil (DAC), órgão do então Ministério da Aeronáutica, foi construído entre os rios Poty e Parnaíba, ao norte da capital piauiense.

1970

  • 1975

    Em fevereiro de 1975, o aeroporto passou a ser administrado pela Infraero, com exceção da atividade de navegação aérea.

  • 1978

    Nessa época, em 1978, a pista de pouso e decolagem foi ampliada de 1.800 para 2.200 metros de extensão.

     

1980

  • 1980

    Curiosidade – Em 8 de julho de 1980 milhares de pessoas se dirigiram ao Aeroporto de Teresina para recepcionar o Papa João Paulo II. Tempos depois, com a implantação do radio farol –equipamento de navegação conhecido como VOR –, instalado após o ocorrido, quem visitava o local contemplava do seu mirante o equipamento, acreditando tratar-se de um monumento em homenagem à visita do Santo Pontífice ao estado.

  • 1983

    Com o objetivo de atender aeronaves de maior porte como o Boeing 767 e o Airbus A300, o pátio de manobras do aeroporto recebeu ampliação em 1983.

1990

  • 1998

    O aeroporto passou por pequenas reformas em 1998 e 1999, como a climatização geral, a reordenação da área comercial e a ampliação da área de check-in. 

2000

  • 2000

    Em homenagem a Petrônio Portella Nunes que foi prefeito de Teresina, deputado estadual, governador, senador, presidente do Congresso Nacional e ministro da Justiça o local recebeu o nome de Aeroporto de Teresina – Senador Petrônio Portella, em 2000.

     

    Novas reformas foram realizadas entre 2000 e 2001, como o recapeamento completo da pista e a construção de uma moderna torre de controle.

2010

  • 2011

    Com o intuito de proporcionar maior conforto aos usuários e à comunidade aeroportuária iniciou-se em 2011 um processo de adaptações e reformas como a instalação de módulos operacionais das salas de embarque e desembarque, a ampliação da infraestrutura dos espaços destinados ao processamento de passageiros e a colocação de uma nova esteira de restituição de bagagens. Melhorias que elevaram a capacidade do aeroporto para 2,1 milhões de passageiros atendidos por ano.


FALE CONOSCO