Histórico

Conhecida como a capital mundial do gado zebu, Uberaba realiza anualmente a maior feira do mundo na área, a Expozebu, incentivando o crescente turismo de negócios. A cidade tem destaque também na área educacional; a Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM é reconhecida como uma das melhores do país.

Destinado ao tráfego de aeronaves da aviação regular e geral, servindo como portal de entrada desse importante município do Triângulo Mineiro, que funciona como polo agroindustrial do estado, o Aeroporto de Uberaba – Mário de Almeida Franco opera 24 horas para pousos e decolagens, conta com vias de acesso rápido, além de facilidades e acessibilidades que o colocam como um dos mais bem localizados do interior de Minas Gerais.

1930

  • 1934

    A história do aeroporto começa com a inauguração da primeira rota São Paulo – Uberaba, com escala em Ribeirão Preto, realizada pela VASP, em 1934, no então Campo de Aviação.

1950

  • 1950

    Nos anos 1950 o primeiro terminal de passageiros foi inaugurado e, em 1958, com a doação da área do Campo de Aviação da Prefeitura para o Ministério da Aeronáutica, o local passou a ser conhecido como Aeroporto Santos Dumont.

1980

  • 1980

    A partir de 1980 a Infraero assumiu o controle e a administração do aeroporto de Uberaba. Várias reformas e melhorias foram realizadas visando a modernização e a segurança do local.

2000

  • 2004

    Um busto em homenagem ao aviador e pecuarista Mário de Almeida Franco, que dá nome ao aeroporto foi inaugurado em setembro de 2010.

  • 2007

    Em 2007 passou a ser denominado Aeroporto de Uberaba Mário de Almeida Franco, em homenagem a um dos maiores pecuaristas de Minas Gerais e um dos pioneiros da aviação regional, que doou parte de suas terras para a construção do aeroporto.

    Em reforma realizada em 2008, o terminal de passageiros do aeroporto duplicou sua capacidade de atendimento de 100 para 200 mil passageiros ao ano. No mesmo ano, foi construído o prédio da Navegação Aérea, onde funciona a torre de controle.