Histórico

Situada no interior do estado, na região do Alto Solimões, Tabatinga está no meio da selva amazônica, com suas florestas, rios, igarapés e ilhas fluviais. Distante cerca de 1.100 quilômetros da capital Manaus, a cidade tem uma população bastante miscigenada. Ali vivem brasileiros, peruanos, colombianos e indígenas que influenciam as festas e a cultura do local.

Com o objetivo de fortalecer a segurança do país na tríplice fronteira do Brasil com o Peru e a Colômbia, o Aeroporto Internacional de Tabatinga funciona como ponto estratégico de apoio às operações da Força Aérea Brasileira, Exército Brasileiro, Marinha do Brasil, Departamento de Polícia Federal e ainda dá suporte à aviação internacional por conta de acordos firmados entre o Brasil e os países vizinhos. Opera com voo regular diário regional, táxis aéreos e uma grande movimentação de voos militares.

1960

  • 1965

    A pista do aeroporto foi construída em 1964 e entrou em funcionamento em 1965, com o objetivo de atender as necessidades e demandas do Correio Aéreo Nacional – apoiando logisticamente as comunidades civis instaladas na região do Alto Solimões –, da Força Aérea Brasileira (FAB) e de batalhões militares fundados pelo Exército Brasileiro, na vasta fronteira do extremo oeste da Amazônia com os países vizinhos, Peru e Colômbia.

1980

  • 1980

    A partir de 30 de março de 1980 o Aeroporto Internacional de Tabatinga passou a ser administrado pela Infraero.

2010

  • 2013

    Em 2013 a Infraero iniciou uma grande reforma e ampliação no Aeroporto Internacional de Tabatinga.