As operações aéreas nos aeroportos da rede Infraero estão acontecendo normalmente, sem interrupção na prestação de serviço aeroportuário.
Orientamos aos passageiros que somente se dirijam aos aeroportos as pessoas que forem viajar.

Histórico

Localizado no oeste do Rio Grande do Sul, na fronteira com Paso de Los Libres, na Argentina, o município de Uruguaiana é considerado o maior porto seco da América Latina, importante também por sua posição estratégica junto aos países que compõem o bloco econômico do MERCOSUL. A pecuária e a cultura do arroz, juntamente com o transporte internacional de cargas, são suas principais atividades econômicas.

O Aeroporto Internacional de Uruguaiana – Rubem Berta atua com aviação geral e militar, sem voos comerciais regulares e é a principal porta de acesso à Argentina e ao Chile, envolvendo aeronaves que transportam empresários, especialmente os do ramo de carga. O Rubem Berta é de suma importância para a fronteira oeste do Rio Grande do Sul por ser o único aeroporto capaz de realizar operações noturnas na região, caso necessário, pois é dotado dos equipamentos previstos para este tipo de operação.

1940

  • 1945

    No antigo campo de pouso da cidade, onde hoje está alocado o hangar da Base Aeropolicial da Fronteira (BAF), 2º Esquadrão de Aviação Aérea da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, foi inaugurado, em 1945, o Aeroporto Federal de Uruguaiana.

1950

  • 1951

    Em 1951, iniciaram-se as obras da nova estação de passageiros do Aeroporto de Uruguaiana.

1960

  • 1965

    Conforme portaria nº. 108 do Ministério da Aeronáutica, Departamento de Aviação Civil, o aeroporto foi aberto ao tráfego aéreo e ao público em 1º. De janeiro de 1965.

  • 1967

    Em 29 de setembro de 1967, a Lei nº 5.322, dá nova denominação ao aeródromo, passando a denominar-se Aeroporto Rubem Berta, em homenagem a um dos pioneiros da aviação comercial brasileira, primeiro funcionário da Varig e, posteriormente, seu presidente.

1970

  • 1974

    A partir de novembro de 1974 os aeroportos utilizados pelas aeronaves civis nacionais e estrangeiras como primeira escala, por ocasião da entrada, e como última, por ocasião da saída, do território nacional passaram à categoria de aeroporto internacional. Com a alteração, o nome do local ficou Aeroporto Internacional de Uruguaiana – Rubem Berta.

1980

  • 1980

    A Infraero assume a jurisdição técnica, administrativa e operacional do Aeroporto Internacional Rubem Berta, em outubro de 1980.

2010

  • 2011

    Foi realizado em outubro de 2011 o Curso de atendimento às pessoas portadoras de deficiência ou mobilidade reduzida. A ação, parte da política de acessibilidade da Infraero, visa ao atendimento correto de deficientes físicos e pessoas com mobilidade reduzida. Além dos funcionários do aeroporto, também foram capacitados representantes do Corpo de Bombeiros, Exército Brasileiro, Ministério da Aeronáutica e profissionais da área da Saúde.


FALE CONOSCO