As operações aéreas nos aeroportos da rede Infraero estão acontecendo normalmente, sem interrupção na prestação de serviço aeroportuário.
Orientamos aos passageiros que somente se dirijam aos aeroportos as pessoas que forem viajar.
20/01/2017 em Aeroporto Internacional de Campo Grande

Aeroporto de Campo Grande completa 53 anos nesta sexta-feira

      O Aeroporto de Campo Grande completa 53 anos nesta sexta-feira (20/1). Com localização privilegiada, a apenas 7 km do centro da cidade, o principal terminal aeroportuário do Mato Grosso do Sul (MS) é ponto de parada estratégico em relação aos países membros do Mercado Comum do Sul (Mercosul) e a importantes centros consumidores do país.

      Com operação compartilhada com a Base Aérea de Campo Grande, o aeroporto tem capacidade para receber 1,6 milhão de passageiros ao ano, e oferece suporte para a aviação comercial, regular regional e aviação geral.

      Atualmente, quatro companhias aéreas contam com voos a partir de Campo Grande – Azul Linhas Aéreas Brasileiras, Gol Linhas Aéreas, Latam e Avianca Brasil – que ligam a cidade a seis destinos nacionais: Guarulhos e Campinas (SP), Curitiba (PR), Brasília (DF), Cuiabá (MT) e Maceió (AL).

      De janeiro a dezembro do ano passado, o terminal registrou 19.466 pousos e decolagens, média de 1.622 operações mensais. No mesmo período, cerca de 1,45 milhão de passageiros passaram pelo aeroporto entre operações de embarque e desembarque.

Mirante do Aeroporto de Campo Grande, onde estão usuários do terminal que observam o movimento de aeronaves, tiram fotos e conversam entre si.
   História do aeroporto

      A história do aeroporto tem início em 1932, quando o então Ministério da Guerra criou um Núcleo de Destacamento de Aviação na capital sul-mato-grossense, como base de apoio às aeronaves que transitavam pela região Centro-Oeste. Na ocasião, foi construída uma infraestrutura mínima com uma pista de pouso para atender à nova base. Com a implantação do Núcleo, em 10 de março de 1934, foi inaugurada a primeira linha do Correio Aéreo de Fronteira, atendendo à região sul do antigo estado de Mato Grosso (antes da criação do Mato Grosso do Sul).

      Alguns anos mais tarde, em setembro de 1945, nascia a Base Aérea de Campo Grande, paralela ao aeroporto sul-mato-grossense, conhecida como a Sentinela do Pantanal. Cinco anos depois, em 1950, se iniciaram as operações aéreas comercias.

      Até 1975, o terminal era administrado pelo Ministério da Aeronáutica, por meio do extinto Departamento de Aviação Civil (DAC). A partir dessa data, o terminal passa a ser administrado pela Infraero, quando foram realizadas uma série de obras. Na década de 80, o terminal de passageiros passou por uma ampliação considerável, passando de 1.500m² para 5.000m². Já em 1998 houve uma nova ampliação do terminal de passageiros, que passou para 7.215 m².

      O Aeroporto de Campo Grande em números:

      - Área do sítio aeroportuário: 10.802 milhões de m²;
      - Área do terminal de passageiros: 7.215 m²;
      - Área do pátio de aeronaves: 21.400 m²;
      - Área do pátio de estadia: 15.600 m²;
      - Capacidade do terminal: 1,6 milhão de pax/ano;
      - Dimensões da pista: 2.600m x 45m;
      - Dimensões da pista auxiliar: 2.500m x 23m;
      - Posições de estacionamento para aeronaves de grande/médio porte: 17;
      - Posições de estacionamento para aeronaves de pequeno porte e médio porte no pátio de estadia: 12;
      - Posições alternativas no estacionamento para aeronaves: 6;
      - Estacionamento de veículos: 305 vagas.


   Assessoria de Imprensa - Infraero
   imprensa@infraero.gov.br
   www.twitter.com/InfraeroBrasil
   www.facebook.com/InfraeroBrasil
   www.instagram.com/InfraeroBrasil

FALE CONOSCO