13/03/2017 em Aeroporto Internacional de Ponta Porã

Aeroporto de Ponta Porã completa 62 anos

      O Aeroporto Internacional de Ponta Porã (MS) completou 62 anos neste sábado (11). Localizado a quatro quilômetros do centro da cidade, o terminal conta com operações da aviação geral, com voos domésticos, internacionais e militares.

      Desde outubro de 1980 sob administração da Infraero, o aeroporto ponta-poranense cumpre papel essencial na participação no desenvolvimento da cidade, que está situada no extremo Oeste do Brasil, e faz fronteira com a cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Anualmente, passam pelo aeroporto milhares de turistas que vão às compras no país vizinho atraídos pelo comércio diversificado, cassinos e também passeios ecológicos.

      O aeroporto opera diariamente das 7h às 18h, e possui infraestrutura para atender voos nacionais e internacionais, com um terminal de passageiros de 1.075 m², pista de pouso e decolagem de 2000 metros de comprimento e 45 metros de largura.

O Aeroporto de Ponta Porã fica próximo à fronteira com a cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

     O superintendente do Aeroporto de Ponta Porã, Almir Aurelio Fernandes, explica que há mais de seis décadas o terminal contribui a integração regional e nacional, além do fortalecimento do turismo, principalmente pela localização privilegiada. “Ponta Porã tem sua economia baseada no agronegócio, e o aeroporto, em razão de sua localização estratégica, é peça fundamental para o fomento destas atividades produtivas, aproximando pessoas e negócios”, afirmou.

      Como curiosidade, Fernandes conta ainda que “a cabeceira número 4 da pista de pousos e decolagens está localizada no limite da fronteira internacional entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero, separadas apenas por uma avenida, o que facilita o acesso dos turistas aos dois países”.

      Com capacidade para receber 1,1 milhão passageiros por ano, em 2016, foram registrados 3.744 embarques e desembarques no terminal sul-mato-grossense, um aumento de mais de 15% em relação ao ano anterior.

      Nos últimos anos, foram realizadas uma série de obras no aeroporto, entre elas o recapeamento da pista de pouso e decolagem, a instalação de cerca operacional, a execução obra de drenagem no sítio aeroportuário e a substituição de auxílios à navegação aérea como o NDB (Non-Directional Beacon) – estação transmissora especializada, instalada numa posição geográfica fixa e precisamente conhecida –, que emite sinais de radiofrequência com um formato pré-determinado e permite a estações de rádio móveis (terrestres, aéreas ou marítimas) fazer a identificação e determinar a sua posição relativa, face ao ponto geográfico de emissão.

Histórico

      As atividades aéreas em Ponta Porã foram iniciadas com a fundação de um aeroclube, em setembro de 1941, que contava com duas aeronaves que atendiam a população da fronteira Brasil-Paraguai.

      Em 11 de março de 1955 o aeroclube recebeu o status de aeroporto e começou a ser administrado pela Aeronáutica. Para atender o constante crescimento econômico da região que na década de 1960 passou da atividade rural – com a exploração da erva mate em Ponta Porã e do café em Pedro Juan Caballero (Paraguai) –, para a exploração da atividade comercial e do turismo de compras de produtos importados, em 1967 foi construído o terminal de passageiros no aeroporto.

      Anos mais tarde, em 1974, o terminal passou a ser internacional, devido a sua posição estratégica, na fronteira com o Paraguai. Em outubro de 1980, a jurisdição administrativa foi transferida para a Infraero.

Projeto Fortalecendo o Futuro

      O Aeroporto de Ponta Porã conta com o projeto “Fortalecendo o Futuro”, que tem o objetivo de preparar jovens para serem inseridos no mercado de trabalho. A ação, iniciada em 2003, promove cursos de informática básica; palestras de conscientização ambiental e de cidadania; fortalecimento do espírito de equipe; aprimoramento dos valores humanos e cuidados com a saúde física e mental. O projeto já formou mais de 800 jovens sul-mato-grossenses, com um média de 50 jovens por semestre.


   Assessoria de Imprensa - Infraero
   imprensa@infraero.gov.br
   www.twitter.com/InfraeroBrasil
   www.facebook.com.br/InfraeroBrasil