12/09/2017 em Aeroporto Internacional de Belém - Val-de-Cans - Júlio Cezar Ribeiro

Aeroporto Val-de-Cans é certificado pela Anac

      O Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans - Júlio Cezar Ribeiro (PA) recebeu a certificação operacional de aeroporto da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A Portaria nº 3.008 foi publicada no Diário Oficial da União no dia 1º/9.

      O certificado operacional de aeroporto é uma exigência do Regulamento Brasileiro de Aviação Civil (RBAC) 139 da Anac. As avaliações são orientadas pela Organização Internacional de Aviação Civil (OACI), que determina os critérios operacionais a serem atendidos por terminais no mundo inteiro. Com a certificação, a agência reguladora orienta os operadores de aeroportos na análise dos riscos envolvidos em suas atividades, além de demonstrar o nível de segurança operacional a ser atingido.

      "O Aeroporto Internacional de Belém segue em passos firmes no caminho de melhorias no atendimento a todos seus usuários. E a certificação operacional reforça a confiabilidade nas condições de infraestrutura disponíveis, além de assegurar a plenitude da operação do aeroporto, sem qualquer tipo de restrição. É um gigante incentivo para o incremento das operações em nossa cidade, o que traz consigo o impulso a negócios, novos investimentos fortalecendo a economia e o turismo na região”, afirmou o superintendente do terminal, Fábio Rodrigues.

      A certificação operacional destaca ainda que o Aeroporto de Val-de-Cans está pronto para realizar operações mais exigentes com as aeronaves que pretendam partir ou chegar de Belém, além de sinalizar a possibilidade de aumento do número de operações na capital paraense.

Imagem de operação cargueira no Teca do Aeroporto de Belém.

   Voo charter

      Com a certificação, já no dia 3/9, o aeroporto recebeu um voo charter da empresa Atlas, utilizando o equipamento Boeing 747-400, popularmente conhecido como “ Jumbo”. A aeronave, procedente da Bélgica, trouxe uma carga de aproximadamente 14 toneladas para a usina de Belo Monte.

      A operação vai ao encontro do desempenho positivo do Terminal de Logística de Carga (Teca) no Aeroporto Internacional de Belém. Só no primeiro semestre deste ano houve aumento de de 71,5% quando comparado ao primeiro semestre de 2016. Foram movimentadas 712,5 toneladas neste ano ante as 415,3 t de janeiro a junho de 2016.

      Para Emanuel Leite, coordenador de Logística de Carga “ A certificação operacional, bem como a infraestrutura existente no Val-de-Cans estão entre os fatores que influenciaram o bom desempenho registado esse ano nas atividades do Teca de Belém”.


   Assessoria de Imprensa - Infraero
   imprensa@infraero.gov.br
   www.twitter.com/InfraeroBrasil
   www.facebook.com/InfraeroBrasil
   www.instagram.com/InfraeroBrasil