31/10/2016 em Aeroporto Internacional de Belém - Val-de-Cans - Júlio Cezar Ribeiro

Campanha Livro Viajante surpreende passageiros no Aeroporto de Belém

      O Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans – Júlio Cezar Ribeiro (PA) deu início no último sábado, 29 de outubro - data em que se comemora o Dia Nacional do Livro -, à quarta edição da Campanha Livro Viajante, que tem como objetivo incentivar o hábito de leitura.

      Em Belém, a campanha conta com a parceria do Livro Solidário, projeto desenvolvido pela Imprensa Oficial do Estado do Pará, que realizou a doação de 550 livros. “Nós apoiamos e somos parceiros da Infraero nessa iniciativa de estimular a leitura desde o início da campanha, em 2013”, destacou o presidente da Imprensa Oficial, Cláudio Rocha. Nesta edição, o aeroporto distribuirá mais de 1.300 livros.

      O Livro Viajante surgiu a partir do BookCrossing, conceito que surgiu nos Estados Unidos, em 2004, e pode ser definido como a prática de deixar um livro em um local público para que outros o encontrem, leiam e voltem a liberá-lo. O Aeroporto Internacional de Belém abraçou essa ideia, que hoje é realizada por 32 terminais da Rede Infraero.

O Aeroporto Internacional de Belém deu início no último sábado, 29 de outubro, à quarta edição da Campanha Livro Viajante.

      Desde o primeiro ano, a ação é bem recebida e elogiada pelos passageiros. “Achei a ação muito interessante. Realmente sou uma apreciadora de livros, apesar de ultimamente não ter lido muitos. Adorei a ideia de difundir a cultura da leitura em nosso país porque as pessoas estão lendo muito pouco, cada vez menos. Geralmente quando viajo passo em uma livraria e compro um livro para me distrair durante o voo. Hoje é especial porque não precisarei comprar; vou pegar emprestado e valerá muito a pena”, pontuou a passageira Amanda Ribeiro.

      “A reação das pessoas que estavam no aeroporto e pararam para pegar um livro foi bastante positiva. Alguns passageiros se espantavam ao saber que os livros eram gratuitos e que eles podiam levar em suas viagens. Nosso único pedido aos que levavam os livros era que, após a leitura, eles os disponibilizassem para que outras pessoas pudessem ler”, explicou Odilene Amazonas, empregada da Infraero e uma das responsáveis pela iniciativa no Aeroporto de Belém.

Tarde de autógrafos

      Este ano, a programação do Livro Viajante no Aeroporto de Belém foi ainda mais especial. Na tarde do sábado, 29, o escritor paraense Alfredo Garcia autografou 50 livros, para a alegria dos passageiros que passavam para o embarque. Os livros foram: Dez Contos por Belém, Coletânea de contos de Machado de Assis e Frutos Diáfanos.

      Os livros estarão à disposição dos passageiros até o dia 5 de novembro e são identificados com o selo da campanha, podendo ser encontrados em todo terminal de passageiros.


   Assessoria de Imprensa - Infraero
   imprensa@infraero.gov.br
   www.twitter.com/InfraeroBrasil
   www.facebook.com.br/InfraeroBrasil