As operações aéreas nos aeroportos da rede Infraero estão acontecendo normalmente, sem interrupção na prestação de serviço aeroportuário.
Orientamos aos passageiros que somente se dirijam aos aeroportos as pessoas que forem viajar.
29/07/2016 em Aeroporto de São Paulo/Congonhas - Deputado Freitas Nobre

Delegações olímpicas desembarcam no Aeroporto de Congonhas

As primeiras delegações participantes dos Jogos Olímpicos 2016 já começaram a desembarcar no Aeroporto de Congonhas (SP). O terminal paulistano é o aeroporto comercial mais próximo dos locais de treinamento e de hospedagem em São Paulo, proporcionando comodidade, praticidade e rapidez de acesso aos atletas.

Nesta quarta-feira (27/7), a comissão técnica e as jogadoras da equipe de futebol feminino do Canadá desembarcaram no terminal, vindas do Rio, para o início da disputa de medalhas na capital paulista, cujos jogos serão realizados na Arena Corinthians.

A delegação chegou em dois voos, o primeiro pela manhã, trazendo oito integrantes da comissão técnica, e o segundo à tarde, com as 27 atletas, que foram recepcionadas por voluntárias da Olimpíada e pelo cônsul canadense Louis-Pierre Emond. O primeiro compromisso das canadenses do futebol feminino é no próximo dia 3/8, contra a Austrália.

A equipe de ginastas da China, por sua vez, encontrava-se em treinamento em São Paulo e embarcou para o Rio de Janeiro nesta quinta-feira, 28. Entre as demais delegações estrangeiras presentes na capital paulista, para treinamento ou participação em provas, em diferentes modalidades, estão França, Rússia, Itália e Japão.

Preparação de Congonhas para as Olímpiadas

No ano em que comemora 80 anos, o Aeroporto de Congonhas está preparado para receber os turistas e torcedores que chegam à capital paulista para assistirem às quatro partidas de futebol masculino dos Jogos Olímpicos Rio 2016, que serão disputados na Arena Corinthians.

Ao desembarcarem no terminal, os viajantes contam com uma série de serviços. Para quaisquer informações, como horário de voos e portões de embarque, há os “amarelinhos” que circulam pelo terminal de passageiros. São cerca de 100 profissionais, vestidos com coletes amarelos, com a frase “Posso Ajudar?/May I Help You?”, de fácil identificação. Os efetivos das áreas operacional e gerencial já estão organizados para garantir a boa fluidez na movimentação de passageiros no terminal neste período.

Serviços

Com horário de funcionamento das 6h às 23h, Congonhas tem 11 estabelecimentos de alimentação. Além dessas opções para refeições e lanches, o passageiro encontra serviços como guarda-volumes, casa de câmbio, agência bancária, 16 caixas eletrônicos, posto dos Correios, drogaria, lavanderia, serviço de guarda-volumes, com 48 boxs, além de outras facilidades. No terminal de passageiros, próximo ao setor de check-in, está o posto médico e o balcão de informações.

São três cooperativas de táxis cadastrados incluindo serviços comuns, especiais e acessível, além de linhas de ônibus que ligam o terminal a toda capital paulista. Outra facilidade disponível é a internet sem fio gratuita, oferecida por até 45 minutos em todo o terminal de passageiros. Há um total de 65 totens com tomadas disponíveis na sala de embarque. Já em áreas públicas, quem quiser, por exemplo, recarregar o celular, encontra tomadas nas 94 longarinas em espaços como no térreo e no subsolo, somando mais de 300 tomadas.

Atualmente, quatro companhias aéreas operam voos em Congonhas – Latam, Gol, Avianca e Azul -, que ligam o terminal a cerca de 36 destinos como Rio de Janeiro (RJ); Brasília (DF); Vitória (ES), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG); Florianópolis (SC); Navegantes (SC), Caxias do Sul (RS); Porto Alegre (RS), Uberlândia (MG), Campo Grande (MS); Recife (PE); Salvador (BA); João Pessoa (PB); Belém (PA): Fortaleza (CE), Maceió (AL), entre outros. Em 2015, passaram pelo aeroporto 19,2 milhões de passageiros.

Acessibilidade

Desde o ano passado, o aeroporto tem executado ações para aperfeiçoar o atendimento aos passageiros, especialmente aqueles com deficiência ou mobilidade reduzida. Os monitores com informações sobre os voos e portões ganharam chamadas gravadas em Libras, a Língua Brasileira de Sinais, para auxiliá-los nos procedimentos de embarque e retirada de bagagens. Os equipamentos estão localizados acima de cada portão de embarque e das esteiras de restituição de bagagem. Por meio de novos recursos tecnológicos, as mensagens operacionais exibidas nos monitores são traduzidas automaticamente para Libras e interpretadas por um personagem virtual, que executa os sinais correspondentes.

Além dessa medida, integrantes da comunidade aeroportuária estão sendo treinados, desde o segundo semestre de 2015, para atendimento em Libras. Estão sendo realizados também cursos de Atendimento a Pessoa com Necessidade de Assistência Especial (PNAE). Mais de 50 profissionais que lidam diretamente com o público já estão capacitados a atender pessoas com deficiências, usuárias do terminal paulistano.

Para testar a eficiência no atendimento desse público, estão sendo realizados, ainda, em Congonhas, simulados de acessibilidade, com a participação de companhias aéreas. Durante esses exercícios, são testados o processo de embarque de cadeirantes, a transferência e a acomodação a bordo da aeronave. Outros itens como o tempo nas etapas de atendimento no setor de inspeção de raios x, no trajeto até o portão de embarque e no acesso à aeronave são também avaliados. Nos balcões de informações da Infraero, há profissionais com domínio da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Além dessas ações, Congonhas conta com 78 balcões de check-in adaptados; 22 ônibus para transporte interno de passageiros, dotados com o sistema de piso baixo para embarque e desembarque; 17 telefones públicos e 18 banheiros acessíveis; 10 elevadores com sinalização em braile, entre outros itens. Há três ambulifts, veículos dotados de plataformas elevatórias que facilitam o embarque e desembarque do público com mobilidade reduzida PNAE.

FALE CONOSCO