As operações aéreas nos aeroportos da rede Infraero estão acontecendo normalmente, sem interrupção na prestação de serviço aeroportuário.
Orientamos aos passageiros que somente se dirijam aos aeroportos as pessoas que forem viajar.
30/04/2018 em Aeroporto de Joinville - Lauro Carneiro de Loyola

Teca de Joinville tem crescimento de 10% na movimentação de cargas

No primeiro trimestre de 2018, o terminal de Logística de Cargas (Teca) do Aeroporto de Joinville (SC) movimentou 501,7 toneladas. Esse resultado representa um crescimento de 10% em relação às cargas processadas no mesmo período de 2017, quando foram totalizadas 455,6 t.

O destaque ficou por conta do setor de importação, registrando 501,2 t. Esse volume representa um acréscimo de 10,4% na comparação com os três primeiros meses do ano passado, quando foram computadas 453,8 t no complexo logístico.

O Teca de Joinville trabalha com cargas provenientes de países da Europa com destino a região norte do Estado de Santa Catarina. Os setores metal-mecânico, eletrodomésticos da linha branca, fármacos e equipamentos médicos hospitalares foram os principais segmentos da carga movimentada pelo complexo logístico inaugurado e 11 de dezembro de 1974 e conta com uma área de 2.627 m².

Para o superintendente do aeroporto, Rones Rubens Heidemann, a retomada do crescimento econômico, os números da balança comercial refletem o bom momento do País, e as importações na Região de Joinville acompanharam essa tendência. “Com fortalecimento da produção das indústrias instaladas no estado, o TECA de Joinville se mantem como porta de entrada para as cargas de alto valor agregado”, aponta Rones. “Os números são prova de que este equipamento é uma importante referência na cadeia Logística de Santa Catarina”, garante.


Imagem das operações do Terminal de Logística de Carga do Aeroporto de Joinville, em Santa Catarina.

Complexos logísticos da Infraero

A rede de terminais de logística de carga da Infraero possui, em seu parque tecnológico, equipamentos de última geração e moderna e completa infraestrutura para receber os mais diversos tipos de carga e garantir que sejam movimentadas e armazenadas com agilidade e total segurança. Esses terminais contam com câmaras frigoríficas, instalações para carga viva, áreas especiais para cargas valiosas, material radioativo e demais artigos perigosos.

As operações dos terminais de logística de cargas da Infraero apresentaram crescimento de 19,5%, saltando de 104,5 mil toneladas em 2016 para 124,8 mil toneladas em 2017. O destaque foi o setor de importações, com incremento de 24,6%, chegando a 85,5 mil toneladas. Enquanto isso, a arrecadação da atividade de Soluções Logísticas obteve um incremento de 35,1% em 2017 na comparação com 2016, alcançando a marca de R$ 263,6 milhões.


Assessoria de Imprensa – Infraero
imprensa@infraero.gov.br
www.twitter.com/InfraeroBrasil
www.facebook.com.br/InfraeroBrasil
www.instagram.com/InfraeroBrasil

FALE CONOSCO