11/07/2019 em Aeroporto Internacional de Belém - Val-de-Cans - Júlio Cezar Ribeiro

Val-de-Cans promove 16ª edição da Campanha “Troque sua Pipa por uma Bola”

Durante as férias escolares de julho, a brincadeira de empinar pipas se torna mais comum entre as crianças que moram nas proximidades do Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans (PA). O brinquedo, aparentemente inofensivo, pode trazer sérios riscos à segurança das operações no terminal belenense.

Pensando nisso, a Infraero realizará, em Val-de-Cans, nesta quinta-feira (11/7), às 9h, a 16ª edição da campanha “Troque sua Pipa por uma Bola”, que tem o objetivo de sensibilizar crianças e adultos dos perigos que a prática de soltar papagaios e pipas pode trazer à aviação civil. A ação ocorrerá junto às comunidades da Pratinha I e II, localizadas no entorno do aeroporto, com a distribuição de panfletos, revistinhas da Turma da Mônica e a troca de pipas por bolas.

De acordo com o superintendente do terminal, Fábio Rodrigues, a ação pretende sensibilizar os moradores e disseminar a cultura de segurança operacional e, ao mesmo tempo, incentivar a brincadeira em locais sem risco às operações aeroportuárias. “É uma brincadeira muito perigosa que pode causar acidentes e incidentes aéreos de grandes proporções. As pipas podem ser aspiradas pelas turbinas e motores das aeronaves, refletir luminosidade e prejudicar a visão não só de pilotos como também dos controladores de tráfego aéreo”, destacou.

O coordenador de Segurança Operacional do terminal paraense, Clayrton Silva, ressalta que o número de ocorrências envolvendo pipas, que caíram no sítio aeroportuário do Aeroporto de Belém, tem diminuído. “Nos últimos três anos, houve uma redução significativa na incidência de casos com papagaios. Em 2016, foram registrados 658 episódios; em 2017, 155; 2018, 136; e até junho deste ano, tivemos apenas 8 ocorrências do tipo”, reforçou. “Além de comprometer as operações, há também o risco humano, visto que muitas crianças tentam entrar na área de pouso e decolagem do terminal para resgatar seus brinquedos, o que representa um grande perigo”, reforçou.

Nos últimos oito anos (2011 a 2018), já foram recolhidas 4.912 pipas e 1.544 rolos de linha, uma média de 614 por evento.

Assessoria de Imprensa – Infraero
imprensa@infraero.gov.br 
www.twitter.com/InfraeroBrasil 
www.facebook.com/InfraeroBrasil 
www.instagram.com/InfraeroBrasil 
www.linkedin.com/company/infraero