Devido às medidas de segurança no combate a COVID-19, recomendamos chegar ao aeroporto
com antecedência mínima de 1h30 para voos domésticos e 3h para voos internacionais.

Acessibilidade

Conheça os equipamentos destinados ao embarque e desembarque de passageiros com necessidades de assistência especial (PNAE) no Aeroporto Internacional de Navegantes e saiba quando e como solicitar a assistência especial. 

AMBULIFT – Veículo adaptado com uma plataforma elevatória, para efetuar o embarque e desembarque de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. 

Quantidade disponível no Aeroporto Internacional de de Navegantes: 01 (um) equipamento.

Conheça o funcionamento do equipamento:

1 - O acesso do passageiro ao equipamento é realizado por meio de uma plataforma elevatória.

2 – Os passageiros são acomodados na cabine traseira do equipamento com segurança enquanto aguardam a subida ou descida do equipamento.

3 – O equipamento permite a acomodação de passageiros com diversas necessidades.

4 - Ambulift se ajusta a altura da aeronave, permitindo o acesso do passageiro até a aeronave.

 

CADEIRA ADAPTADA – equipamento adaptado para embarque e desembarque de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida através da escada da aeronave.
Quantidade disponível no Aeroporto Internacional de Navegantes: 04 (quatro) equipamentos.

Conheça o funcionamento do equipamento:

1 - O passageiro é acomodado no equipamento e um cinto de segurança é ajustado ao seu corpo.

2 – Um empregado da empresa aérea desloca o equipamento até a escada da aeronave.

3 – Com o equipamento de costas para a escada o empregado aciona o equipamento. O processo ocorre degrau a degrau até chegar no topo da escada. Ao chegar na aeronave o passageiro é acomodado em seu assento.

4 – Para o desembarque é feito o procedimento inverso.

 

 

CADEIRA DE RODAS – Quantidade disponível no Aeroporto Internacional de Navegantes: 10, sendo: 1 da Infraero, 3 da Azul, 4 da Gol, 2 da Tam. 

Como solicitar assistência especial para o embarque e desembarque em aeronaves:

De acordo com a Resolução ANAC nº 280, de 11 julho de 2013, o passageiro com necessidade de assistência especial (PNAE) deve informar ao operador aéreo, com antecedência mínima de 48 (quarenta e oito horas), o tipo de assistência necessária.

São considerados operadores aéreos, as empresas que utilizam aeronaves para a prestação do serviço de transporte aéreo. Também são conhecidas como “Empresas Aéreas”. Para solicitação de assistência especial faça contato com a empresa aérea responsável por seu voo.

 

Importante: Caso não seja informado ao operador aéreo a necessidade de assistência especial dentro do prazo especificado, o transporte do PNAE não deve ser inviabilizado desde que haja concordância do passageiro em ser transportado com as assistências que estiverem disponíveis.

 

 

FALE CONOSCO