Histórico

Capital do estado de Rondônia, única no Brasil a fazer fronteira com outro país, a Bolívia, Porto Velho localiza-se à margem do Rio Madeira, na Região Norte do Brasil. Maior capital do País em área territorial – estende-se por mais de 34 mil km² –, a cidade de Porto Velho vem recebendo grandes investimentos em infraestrutura, elevando as oportunidades de negócios e empregos oferecidos por novas empresas que chegam à região nos últimos anos, atraindo e impulsionando o setor produtivo e a criação de parques industriais.

Principal confluência de acesso ao sul do Amazonas, o Aeroporto Internacional de Porto Velho – Governador Jorge Teixeira de Oliveira é a porta de entrada para toda a região que vem se tornando importante rota para o escoamento da produção agrícola brasileira para o Pacífico.

1960

  • 1969

    Em 16 de abril de 1969, o Aeroporto Belmont, como era chamado o aeródromo local, foi inaugurado oficialmente na capital de Rondônia, Porto Velho, próximo ao centro da cidade.

1970

  • 1970

    No início dos anos 1970, o aeroporto contava uma pista de pouso e decolagem, pátios das companhias aéreas, check-in e um canteiro de obras da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica – Comara.

  • 1979

    Em 1979 o Aeroporto de Porto Velho passou à administração da Infraero.

1980

  • 1983

    Visando a interiorização e o fortalecimento da Força Aérea Brasileira – FAB, na defesa das fronteiras da Amazônia, foi criada a Base Aérea de Porto Velho, em maio de 1983, e inaugurada em outubro de 1984, com apenas uma aeronave. Posteriormente, novos aviões chegaram à Base ampliando o suporte ao Exército que atua na fronteira do Brasil com a Bolívia. 

2000

  • 2002

    Com uma parceria entre o Governo Federal e Governo de Rondônia, no ano de 2002 iniciaram-se as obras do aeroporto que passou à categoria de internacional.

     

    No mesmo ano sua denominação oficial ficou Aeroporto Internacional de Porto Velho – Governador Jorge Teixeira de Oliveira, em homenagem ao político que lutou bravamente pela transformação de Rondônia em Estado.

2010

  • 2011

    Em 2011 foram realizadas importantes obras como a reforma do terminal de passageiros, a recuperação e adaptação das salas de embarque e desembarque, da praça de alimentação, incluindo instalação de piso, forro e revestimentos, divisória retrátil e esquadrias e a substituição das esteiras de bagagem da área de check-in, entre outras.

  • 2014

    Em 10 de novembro de 2014 inaugurou a nova Seção Contra Incêndio (SCI) com uma área construída de 5,2 mil m², sendo 651 m² somente para abrigar os carros de combate a incêndios disponíveis no aeroporto. Entre as facilidades disponíveis, estão alojamentos completos para a alocação, descanso e treinamento dos bombeiros, depósitos de equipamentos, áreas de abastecimento rápido e integração com a área de treinamento com fogo.