Devido às medidas de segurança no combate a COVID-19, recomendamos chegar ao aeroporto
com antecedência mínima de 1h30 para voos domésticos e 3h para voos internacionais.
28/01/2019 em Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/Cataratas

Terminal de Cargas do Aeroporto de Foz do Iguaçu bate recorde de movimentação em 2018

Movimentação de passageiros também registra crescimento em relação a 2017


O Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/Cataratas (PR) registrou crescimento em suas operações. Com destaque para a movimentação de cargas, o terminal de logística de carga (Teca) movimentou no ano passado 17.560,4 toneladas. Esse número é 26,5 vezes superior do que as 662,5 toneladas de 2017. Já na movimentação de passageiros, a alta foi de 7,5% em 2018, com 2.340.950 embarques e desembarques. Em 2017, a movimentação foi de 2.177.289 passageiros, que já vinha de uma tendência de alta, já que em 2016 1.851.116 pessoas chegaram e partiram nos voos de Foz do Iguaçu.

No segmento de cargas, o desempenho foi puxado pelas exportações, que correspondem a 70% do total da movimentação. Foram 17.560,4 t em 2018, sendo que em 2017 esse número foi de 662,5. As mercadorias foram enviadas para países da América do Sul, tais como: Argentina Paraguai, Colômbia, Chile Peru, além dos Estados Unidos e a maioria delas foi de peças de reposição de aeronaves, insumos industriais e de vestuários. Nas importações, a movimentação também cresceu. Entre janeiro e dezembro do ano passado foram 404,9 t de cargas que ingressaram no País, 20% a mais que em 2017, quando foram movimentadas 336,8 t. Com origem em países como Peru, Chile, Estados Unidos, Espanha, Alemanha, Itália, China e Índia, os principais produtos importados foram eletrônicos, insumos para indústria, equipamento e peças de reposição industrial.

Imagem externa do terminal de logística de carga do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, Cataratas, no Paraná.

De acordo com superintendente do aeroporto, Joacir Araújo dos Santos, o desempenho de 2018 se deve a entrada e saída de peças para aeronaves da Latam entre fevereiro a setembro de 2018; aumento na prestação de serviços logísticos; e também a arrecadação na armazenagem e capatazia. “Estamos muito satisfeitos com os resultados alcançados no ano passado. E para 2019, apesar dos desafios, vamos trabalhar muito para manter os resultados”, garante o superintendente.

Já entre os viajantes, o número de embarques e desembarques de Foz do Iguaçu de 2018 corresponde ao segundo aumento consecutivo na movimentação de passageiros. Joacir destaca que o resultado é fruto do alinhamento da gestão entre e os públicos do aeroporto, especialmente nos meses de maior movimentação, como janeiro, julho e dezembro, “O crescimento observado nos anos de 2017 e 2018 é resultado do trabalho conjunto entre a INFRAERO, entidades governamentais e empresas privadas em busca da captação de novos nichos de mercado para elevar a demanda pelo “Destino Iguaçu”, que é a marca da cidade”, afirma.

Características do aeroporto
Com capacidade para 2,8 milhões de passageiros, o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu ocupa uma aérea de 24.188 m². O terminal de passageiros possui 18 posições de estacionamento para aeronaves (dez para a aviação comercial regular e oito para a aviação geral), cinco portões de embarque, ampla praça de alimentação e um completo mix comercial, além de elevadores, escadas rolantes, 20 totens para carga de eletroeletrônicos e estacionamento de veículos com 1075 vagas.

Diariamente são oferecidos 56 voos, operados pelas companhias aéreas Gol, Latam e Azul, que ligam a cidade paranaense a Curitiba (PR), São Paulo (SP), Campinas (SP), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Florianópolis (SC), Confins (MG) e Lima, no Peru. Atualmente o terminal passa por obras de expansão e revitalização nas áreas de check-in, salas de embarque e saguão, além da instalação de quatro pontes de embarque e desembarque. A reforma também prevê alteração do layout do aeroporto e a criação de novos pontos comerciais e de publicidade.

Para os serviços de cargas, o Teca disponibiliza 319 m² para cargas de importação, 411 m² para volumes de exportação e uma área de 1.035 m² para carga e descarga de caminhões. O complexo logístico conta com uma infraestrutura moderna e variada para o processamento das cargas. São empilhadeiras, aparelho de raios x, câmara frigorificada, balanças de capacidades variadas, paleteiras manuais, entre outros. Além disso, é alfandegado, estando capacitado para operações de carga nacional, de importação e exportação; conta ainda com a presença da Receita Federal, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) e Polícia Federal.


Assessoria de Imprensa – Infraero
imprensa@infraero.gov.br
www.twitter.com/infraero
www.facebook.com/infraeroaeroportos
www.instagram.com/infraeroaeroportos

FALE CONOSCO